Confira 7 fatos que marcaram a história das telinhas brasileiras

Dia da Televisão é comemorado nesta quarta-feira, 11 de agosto

Camila, interpretada por Carolina Dieckmann em Laços de Família, mexeu com as emoções do público.
Camila, interpretada por Carolina Dieckmann em Laços de Família, mexeu com as emoções do público. - TV Globo/Reprodução

por Caroline Ferreira
Publicado em 11/08/2021 às 09:30
Atualizado às 09:30

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

O Dia da Televisão é comemorado nesta quarta-feira (11) e, diferentemente do que muitos pensam, a escolha da data nada tem a ver com a primeira transmissão no Brasil, já que por aqui, tudo teve início em 18 de setembro de 1950, com a TV Tupi, fundada pelo jornalista e emprésario Assis Chateaubriand. No entanto, a existência deste dia se dá em homenagem à sua padroeira, Santa Clara de Assis, declarada pelo Papa Pio XII, em 1958.

De acordo com o site João Bidu, a explicação estaria em um episódio milagroso que ocorreu um ano antes da morte de Clara de Assis em 1953, aos 60 anos. Na ocasião, ela desejava muito ir a uma missa na Igreja de São Francisco, mas como estava doente, não foi possível. No entanto, a Santa entrou em profunda oração e conseguiu ver toda a missa, como se estivesse sendo projetada na parede de seu quarto. 

Novelas, jornais, reality show, programas de auditório, o que não falta é opção para se entreter ou se informar, ainda mais com a chegada das diversas plataformas de streaming. Abaixo, separamos sete fatos marcantes da história das telinhas brasileira. Confira:

Sua Vida me Pertence: a 1ª novela brasileira

Escrita e protagonizada por Walter Foster, tendo Vida Alves como a grande mocinha, a trama de Sua Vida me Pertence (1951), exibida duas vezes na semana, às 20h, por 20 minutos e com encenações realizadas ao vivo, trouxe o primeiro beijo na boca da história. O carinho, no entanto, resultou apenas nos dois atores encostando os lábios.

Sua Vida Me Pertence
Vida Alves e Walter Foster em "Sua Vida me Pertence". Crédito: TV Globo/Reprodução

Vida Alves e Geórgia Gomide protagonizando o 1º beijo LGBTQIA+

Em 1963, Vida Alves também protagonizou o 1º beijo LBTQIA+ ao lado de sua parceira de cena Geórgia Gomide, exibido no teleteatro "A Calúnia". 

Vida Alves e Geórgia Gomide
As duas protagonizaram o primeiro beijo gay da TV. Crédito: Reprodução

Alô, Doçura

A partir da inspiração na sitcom americana "I love Lucy" (1951), a primeira série exibida nas telas brasileiras foi "Alô, Douçura!" (1953), com direção de Cassiano Gabus Mendes. 

Alô, doçura
A clássica série conta a história divertida e romântica entre Eva Wilma e John Hebert. Crédito: Reprodução

TV Record, a mais antiga

Fundada em 1953 por Paulo Machado de Carvalho, a TV Record é a emissora brasileira mais antiga ainda em funcionamento. 

Silvio Santos

O Programa do Silvio Santos teve sua estreia em 1963, ocupando o lugar de mais antigo da televisão brasileira a ser transmitido ainda hoje. Na segunda posição está o Jornal Nacional, em 1969, e em terceiro, o Fantástico, em 1973.

Silvio Santos
Crédito: Instagram/@programadosilviosantos

Emoções 

Nas imagens em que Camila, interpretada por Carolina Dieckmann em Laços de Família (2000), da TV Globo, raspa os cabelos frente às câmeras, comoveu o Brasil. Na época, 150 pessoas se cadastraram no banco de doares de medula óssea no Instituto Nacional do Câncer (Inca). O feito foi muito grande, visto que, em geral, 10 cadastros eram feitos por mês. 

Camila
Crédito: TV Globo/Reprodução

Fernanda Montenegro, 1ª brasileira a ganhar o Emmy

Rainha? Sim! Em 2013, Fernanda Montenegro ganhou um Emmy por sua interpretação na série Doce de Mãe, da TV Globo e fez história ao ser a 1ª brasileira a conquistar o prêmio internacional.

Fernanda Montenegro
Dona Picucha, uma mãe amorosa, rendeu o prêmio à atriz. Crédito: Instagram/@fernandamontenegrooficial

Leia também