Justiça proíbe festa de Anitta e Gkay; saiba os motivos

A Justiça proibiu a realização do evento, que aconteceria em um condomínio de luxo

A festa estava prevista para acontecer nos dias 17, 18, 26, 27 e 28 de fevereiro.
A festa estava prevista para acontecer nos dias 17, 18, 26, 27 e 28 de fevereiro. - Crédito: Instagram/@anitta

por Redação/FC
Publicado em 18/02/2022 às 16:00
Atualizado às 16:00

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

O evento organizado por Anitta e Gkay não deve sair do papel. A cantora e a influenciadora digital pretendiam realizar uma grande festa em uma casa de luxo no litoral norte da Bahia, mas a Justiça não autorizou.

Segundo a informação do Bahia Notícias, o condomínio luxuoso que as famosas alugaram para promover uma marca de bebidas, entrou com um pedido para impedir a realização do evento, alegando que a festa aconteceria em vários dias, o que vai contra a regra do espaço.



"Ao ter ciência do evento, imediatamente a Administração do CBV, liderada pelo Síndico Marcelo Dourado, com o apoio do Conselho de Administração, buscou autoridades e adotou as medidas cabíveis, visando o cancelamento da ação, uma vez que promover eventos desse porte vai de encontro com as normas da Convenção, Regimento Interno e Regulamento de Uso e Ocupação do Solo do Condomínio Busca Vida, prejudicando a segurança, o sossego, a saúde dos vizinhos e o meio ambiente", diz o comunicado da administração do condomínio Busca Vida.

Para a realização do evento, foi instalado um palco com iluminação. A festa, que estava prevista para acontecer nos dias 17, 18, 26, 27 e 28 de fevereiro, além de 1º e 2 de março, contaria com a participação do grupo É o Tchan e outros grandes nomes da música.

Os responsáveis pela administração do condomínio alegam que o evento prejudica o sossego, a saúde dos moradores e o meio ambiente. Caso Anitta insista em realizar a festa, a Justiça determinou multa diária.

Leia também