Virginia segue internada e sem previsão de alta; entenda

Virginia está internada desde domingo, 15, após apresentar forte crise de enxaqueca

No Instagram, Virginia vem tranquilizando os fãs e atualizando as informações do diagnóstico.
No Instagram, Virginia vem tranquilizando os fãs e atualizando as informações do diagnóstico. - Crédito: Instagram/@virginia

por Caroline Ferreira
Publicado em 17/05/2022 às 15:45
Atualizado às 15:45

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Desde quando foi internada no último domingo, 15, em virtude de uma forte crise de enxaqueca, Virginia Fonseca é um dos nomes mais comentados na web.

Grávida, a esposa do cantor Zé Felipe ainda não tem previsão de alta médica, de acordo com as informações do colunista Leo Dias. A publicação explica que o quadro segue inalterado e, por apresentar dor, permanece no hospital para a realização de exames.

Vale lembrar que essa é a segunda vez que ela busca ajuda médica em menos de 24 horas, sendo a primeira em Belo Horizonte, no sábado, 14. Já na manhã desta terça-feira, 17, Virginia surgiu no Instagram desejando um 'bom dia para quem acordou bem'. 

Visitas

Além do marido e da filha, Maria Alice, a influenciadora vem recebendo a visita de familiares. Em uma foto publicada nas redes sociais, ela agradeceu ao apoio e tranquilizou os fãs ao dizer que segue cuidando da saúde. 

“Meus amores chegaram em SP para ficar pertinho de mim! Muito grata por tudo que acontece na minha vida e sei que tudo tem um porquê. Sigo aqui cuidando da minha saúde com excelentes profissionais e logo logo, se Deus quiser, estarei 100%”, disse Virginia.

Entenda o caso

Ao site 'Saude em Dia', o neurocirurgião e neurologista do Hospital Albert Einstein Dr. Wanderley Cerqueira de Lima aponta que a situação de Virginia foge do padrão. “As cefaleias tipo enxaquecas são comuns nas mulheres, mas durante a gestação a grande maioria das mulheres relata alívio da intensidade das crises ou mesmo ausência de cefaléia tipo enxaqueca em torno de 55 a 90%”, afirma.

O especialista também explica que a cefaleia tipo enxaqueca é potencialmente grave, tanto para a gestante, quanto ao feto, especialmente quando a paciente apresenta um quadro de doença neurológica aguda e grave. Como é o caso de coágulos no cérebro, vasculites (inflamação dos vasos do cérebro), aumento da pressão interna do crânio (risco para trombose), acidente vascular cerebral com obstrução de artérias ou até hemorragias intracranianas.

Leia também