Sem tabu para falar de sexo, Valesca Popozuda lança o single "Presentinho"

Em entrevista ao Famosos e Celebridades, a funkeira conta que a inspiração para o hit foi um caso pessoal e bem íntimo

Cantora aproveitou o momento para abrir sua conta no OnlyFans, com conteúdos inéditos e sensuais.
Cantora aproveitou o momento para abrir sua conta no OnlyFans, com conteúdos inéditos e sensuais. - Divulgação

por Caroline Ferreira
Publicado em 06/08/2021 às 17:30
Atualizado às 17:30

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Uma das principais representantes do funk brasileiro está de volta. Cheia de irreverência que marca duas décadas de sucesso, Valesca Popuzuda, anuncia um presente aos fãs: ela própria! Não entendeu? Calma que a gente te explica!

Já disponível nas plataformas digitais, o single e clipe de Presentinho, traz como referência um acontecimento super íntimo e pessoal da cantora. "A ideia surgiu porque eu estava conversando com os meus produtores musicais e contei essa história que realmente aconteceu. Eu estava saindo com um boy em uma noite e ele chegou do nada e falou: 'posso comer seu c******'. Aí eu pensei: ué, gente, mal chegou e já quer sentar na janela. Eu até gosto de brincar com a minha raba, mas na hora que eu quero", conta aos risos com exclusividade ao Famosos e Celebridades.

Valesca Popozuda
Aos 42 anos, Valesca soma duas décadas de sucesso no funkeiro brasileiro. Crédito: Divulgação 

"E quando contei essa história no estúdio, a galera falou 'isso dá música'. Passou uns três dias e eles me mandaram. Foi o que aconteceu. Presentinho é fatos reais mesmo", complementa. 

Sem tabu ou filtros para falar de sexo, ela aproveitou o momento para abrir sua conta no OnlyFans, uma plataforma com conteúdos inéditos e sensuais. "Lá no Twitter, eu sempre via as contas e me divertia, e muitos fãs brincavam: 'Faz uma conta', então eu fiz'", explica.

Valesca Popozuda
Esse o primeiro lançamento da funkeira com a The Orchard, sua nova gravadora. Crédito: Divulgação 

Conquistando cada vez mais espaço no cenário musical, Valesca aproveita para comentar que o funk, cantado por mulheres, também pode ser um palco para debater as questões que envolvem o movimento feminista. "Eu acho que esse é o caminho. Tem que ser divertido. O funk é demais. Virou um ritmo que todo mundo reconhece como a música do Brasil". 

Assim como outros artistas, ela não esconde os momentos mais complicados durante a pandemia do Coronavírus, onde precisou se reinventar e priorizar a saúde mental. "Eu cheguei a entrar em depressão, mas aí eu vi que não poderia dar espaço para isso. Comecei a trabalhar a Valesca comercial e deu muito certo". 

O novo hit, composto por Umberto Tavares e Jferrson Júnior, é o primeiro lançamento com a The Orchard, sua nova gravadora, subsidiária da Sony Music, sediada em Nova York, nos Estados Unidos. "Sobre os projetos futuros? Pode esperar muitas músicas novas, parcerias e novidades. A Valesca voltou com tudo. Pode anotar", finaliza. 

Leia também