"Nunca imaginei que me apaixonaria por outra mulher", diz Leilane Neubarth

Pela primeira vez, a jornalista da GloboNews falou abertamente sobre o romance

Com 40 anos de carreira, a jornalista abriu o coração sobre o seu novo amor.
Com 40 anos de carreira, a jornalista abriu o coração sobre o seu novo amor. - Globo/Sergio Zalis

por Caroline Ferreira
Publicado em 21/10/2021 às 16:45
Atualizado às 16:45

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Em entrevista à Veja, Leilane Neubarth, apresentadora da GloboNews, falou pela primeira vez sobre a mudança de vida após completar os 50 anos. Depois de dois casamentos e dois filhos, a jornalista se viu apaixonada por outra mulher. "Não tinha a menor idade que viria a acontecer comigo na maturidade", conta.

Leilane foi casada durante seis anos com o primeiro marido. Dois anos mais tarde, aos 28 anos, se casou novamente e passou 22 anos no relacionamento. "A relação sofreu um desgaste grande e nos separamos. Eu sofri muito, tinha planejado minha vida com ele, envelhecer com aquele homem. Lembro que, na época, falei para minha terapeuta: 'Cara, sonhei a vida inteira em envelhecer com um marido, e tudo naufragou", relembra. 

"Ela respondeu: ‘Talvez seja melhor você sonhar com outras coisas, porque esse sonho aí já não rolou. A menos que você queira ser infeliz pelos próximos 30 anos’. Paralelamente, aconteceu uma coisa totalmente inesperada: aos 52 anos, eu me apaixonei por uma mulher”, disse. 

Um novo amor!

Com 40 anos de carreira, a jornalista conta que a possibilidade de se apaixonar por uma mulher não lhe passou pela cabeça. "Algumas pessoas me falavam: ‘Ah, então você sempre foi gay e foi infeliz porque era casada com um homem’. Não! Eu era feliz com minha vida sexual, amorosa, matrimonial", contou.

"Só que aí eu me separei e, de repente, as coisas começaram a acontecer e surgiu essa outra emoção, outro sentimento, uma outra atração que eu nunca tinha pensado. Se me perguntam: ‘Você nunca teve tesão em mulher?’. Não, não tinha. Acho que foi algo que surgiu num momento em que eu estava priorizando a delicadeza amorosa e a harmonia. Então, de lá pra cá, eu venho tendo relações homossexuais", disse. 

"Muito, muito feliz. Mas se você me perguntar: ‘Vai ser assim a vida inteira?’. Não sei. Parei de fazer planos, porque o plano que não se concretiza nos frustra. Sem planos, sem frustrações (risos). Hoje tenho uma namorada, estamos juntas há pouco mais de um ano", disse. 

Leia também