Lifetime estreia documentário de Janet Jackson

Com quatro horas de duração, série documental de Janet Jackson será exibida na quinta e na sexta-feira, 23 e 24, no Lifetime

O especial revela um olhar íntimo e não filtrado da história da cantora.
O especial revela um olhar íntimo e não filtrado da história da cantora. - Crédito: Divulgação

por Caroline Ferreira
Publicado em 16/06/2022 às 18:00
Atualizado às 18:00

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Após três longos anos de filmagem, o especial de Janet Jackson está chegando às telinhas para a alegria dos fãs. A série documental será exibida com exclusividade nos dias 23 e 24 de junho, no Lifetime

O especial revela um olhar íntimo e não filtrado da história da cantora, detalhando sua trajetória e abordando todas as controvérsias já vivenciadas por ela. Imagens de arquivo, vídeos caseiros inéditos e entrevistas com pessoas importantes da música e da vida de Janet, como Missy Elliott, Mariah Carey e Paula Abdul, fazem parte do material.

Jackson, considerada uma das artistas mais vendidas e bem pagas da história da música, desfrutou de imensos níveis de sucesso, passou por uma grande tragédia e suportou uma vida íntima tumultuada diante de um extraordinário escrutínio público. A cantora expõe de maneira crua a sua vida pessoal pela primeira vez e revela alguns de seus momentos mais particulares já capturados na câmera.

janet jacskon
Crédito: Divulgação

Atualmente com 56 anos de idade, Janet conta como foi a infância, a mudança de uma pequena cidade do interior de Indiana para Los Angeles, episódios de racismo na nova cidade, o início do estrelato da família Jackson e a forma abusiva como seu pai lidava com os filhos, como se livrou da família aos 20 anos e por que se casou com James DeBarge.

No especial, a filha caçula de dez irmãos e a mais popular da família, depois de Michel, detalha como lidou com a imensa sombra do Rei do Pop. Janet relembra a última vez em que esteve com ele, em uma festa surpresa para os seus pais. "Toda a minha família estava lá e ele estava sentado do meu lado. Ele estava como um louco e tinha aquela risada profunda. E eu me lembro dele olhando para mim. E a última coisa que dissemos um ao olho foi "eu te amo". E essa foi a última vez que eu o vi. Mas pelo menos eu tenho isso... Eu sinto falta dele", comentou. 

janet jacskon
Crédito: Divulgação

O documentário aborda, também, o cancelamento que sofreu depois que Justin Timberlake acidentalmente deixou o seu seio à mostra na apresentação da dupla no intervalo do Super Bowl de 2004, afetando contratos publicitários e sua nova turnê. Devido ao escândalo, o single e seu videoclipe daquele ano foram boicotados pelas principais rádios e redes de televisão dos Estados Unidos, o que também aconteceria com lançamentos posteriores.

"Claro que foi um acidente que não deveria ter acontecido, mas todo mundo está procurando alguém para culpar e isso tem que parar. Justin e eu somos muito bons amigos e sempre seremos muito bons amigos. Conversamos há poucos dias e ele e eu seguimos em frente. É hora de todos os outros fazerem o mesmo", declarou em determinado episódio

Confira a programação:

23/6 - quinta-feira

21h10 – Irmã mais nova

Neste episódio, Janet Jackson conta como a sua vida mudou da noite para o dia com o sucesso de seus irmãos, os Jackson Five. Também detalha como seu pai a obrigou a ser artista aos sete anos, como decidiu fugir de casa aos 18 anos com o cantor James Debarge e como conseguiu recuperar o controle da sua própria vida, depois de uma carreira musical e um casamento fracassados.

22h – Control

Aos 20 anos, Janet Jackson demitiu seu pai e construiu sua própria trajetória musical com o lançamento do seu álbum número um, “Control”. Mas a sombra do sucesso de seu irmão iria persegui-la por toda a vida. Primeiro, devido às comparações. Depois, por ser considerada culpada por associação aos escândalos provocados por Michael.

24/6 - sexta-feira

21h10 – É assim que o amor funciona

Nos anos 90, todos queriam Janet: ela assinou contratos multimilionários, estrelou vários filmes, recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood e se tornou um ícone sexual. Porém, os escândalos de Michael trouxeram mais problemas do que soluções. Ela encontrou equilíbrio em sua carreia e vida amorosa ao se casar com o dançarino e colaborador Rene Elizondo, de quem se divorciou nove anos depois. Ainda no auge de sua carreira, Janet é convidada para encabeçar o Super Bowl de 2004.

22h – Diamante negro

Janet fala sobre as controvérsias que o incidente de seu figurino no Super Bowl de 2004 gerou. Ela se concentra em sua carreira e vida amorosa, namorando o produtor rapper Jermaine Dupri; e tempos depois se une ao cineasta Tyler Perry. Janet também conta como lidou com as mortes de Michael e de seu pai, como foi se tornar mãe aos 50 anos e de que forma o crescente apoio vindo das redes sociais a ajudou a estar em paz consigo mesma.

Leia também