"Não é hora de falar", diz Maitê Proença sobre relação com Adriana Calcanhotto

Atriz aproveitou para comentar sobre os diversos questionamentos que recebe dos fãs

Em setembro, a revista Veja publicou a notícia do romance.
Em setembro, a revista Veja publicou a notícia do romance. - Instagram: @eumaiteproenca/@adrianacalcanhotto

por Caroline Ferreira
Publicado em 06/10/2021 às 11:15
Atualizado às 11:15

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Pela primeira vez, Maitê Proença abriu o jogo sobre a relação com Adriana Calcanhoto, surpreendendo os fãs. Mesmo sem receios em comentar o assunto, a atriz prefere preservar algumas intimidades.

"As pessoas são pessoas, né? Não tenho nenhum tipo de preconceito, mas também não sei... Às vezes é bom abrir uma frente nova. Não sei as pessoas incentivam. Porque talvez elas não saibam exatamente como é a relação", disse em entrevista ao canal "Rap 77". 

"Eu acho que não é hora de falar porque não é hora de falar. Então, acho que algumas áreas da vida da gente têm que ficar preservadas. Quando as coisas ficarem claras, assim que a gente puder falar, será falado. Não tem porque não. Por enquanto, acho que não está na hora", contou.

A atriz aproveitou o momento para dizer que já se pronunciou anteriormente sobre a cantora. "Eu fiz um poema. Está escrito lá no poema. Aí as pessoas podem ir ver. Vão lá olhar o poema e, quem sabe, responde alguma pergunta. Sei lá, né?", disse, brincando. 

Relembre a história

De acordo com as informações da revista Veja, que publicou a notícia em setembro, elas estão juntas há alguns meses, e o cupido teria sido o empresário José Maurício Machine. Já o jornal Extra, aponta que ambas se queixaram de solidão na pandemia e Machine, que namorou Maitê por três meses e é amigo de ambas, fez o encontro em sua casa em Angra dos Reis.

Na época, a atriz chegou a dizer que: "Tenho um mecanismo meio recorrente: quando minhas intimidades são expostas, me recolho e rearrumo as paredes internas. Ando escrevendo. Talvez saia algo selvagem. Mas é possível que tudo vá parar no lixo".

Leia também