Famosos recorrem ao transplante capilar e compartilham experiências

Técnica cobre falhas, entradas e equilibra a calvície

Malvino Salvador já passou por um transplante capilar
Malvino Salvador já passou por um transplante capilar - Instagram/Reprodução

por Caroline Ferreira
Publicado em 29/05/2021 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Por ser menos invasivo, não deixar cortes ou cicatrizes aparentes, o transplante capilar vem ganhando novos adeptos a cada dia. “A técnica consiste em um procedimento em que os fios de cabelo saudáveis são retirados de áreas doadoras e enxertadas em regiões de calvície menores ou avançadas”, explica Marcella Costa, dermatologista com residência pelo Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. 

Entre as principais técnicas utilizadas, há destaque para a FUT (Follicular Unit Transplantation) e a FUE (Follicular Unit Excision). Na FUT, o corte é feito na parte de trás da cabeça para retirar uma fina faixa com fios, deixando uma cicatriz discreta em linha. Já na FUE, os cabelos doados são retirados um a um com instrumentos circulares chamados de ‘punch’, deixando marquinhas redondas.

Lucas Lima, Malvino Salvador, Larissa Manoela e Lucas Lucco estão na lista de famosos que aderiram ao procedimento e compartilharam a experiência com fãs e seguidores. 

Em novembro de 2019, o cantor Lucas Lima publicou em seu perfil do Instagram que havia feito um transplante capilar e ainda postou uma foto antiga se divertindo com a situação.. “Impressionado com o resultado do meu transplante de cabelo!!! Na real fiz ontem e se tudo der certo não vai ficar assim de novo. (...) Cocuruto tá doendo mas já tá melhorando, acho que vai ficar bem tri!!!”, escreveu na época.

Lucas Lima
Lucas Lima. Reprodução / Instagram

Um ano após o início do procedimento, ele comemorou o resultado e confessou que por não se considerar vaidoso, sentiu-se envergonhado por ceder ao capricho. “Fiquei TÃO feliz de ter feito, foi bem importante pra mim, não só pelo resultado mas pelo processo todo”, destacou. 

Malvino Salvador

Animado, Malvino Salvador também vem mostrando aos seguidores a evolução do procedimento com a intenção de ajudar a desmistificar algumas dúvidas que ainda existem em torno do transplante capilar. 

Malvino Salvador
Malvino Salvador. Reprodução / Instagram

O ator de 45 anos, optou pela técnica FUE e manteve o desenho das entradas, reduzindo-as e preenchendo apenas onde estava menos denso. 

Lucas Lucco

Com histórico e predisposição para calvície, Lucas Lucco optou pelo transplante para evitar que o cabelo caísse ainda mais rápido e ficasse com falta de volume na área da frente e na parte de trás. 

Lucas Lucco
Lucas Lucco. Reprodução / Instagram

Larissa Manoela

Já a atriz Larissa Manoela apostou na técnica como uma alternativa às falhas no couro cabeludo causadas após um acidente. Em janeiro deste ano, a jovem fez um post em sua conta do Instagram compartilhando o início do processo.

"Adeus a minha falha no coro cabeludo, depois de 5 anos. O acidente que sofri há um tempo atrás, deixou uma cicatriz na minha cabeça e me deixou também um pouco incomodada. Em trabalhos sempre cobri com maquiagem, mas sentia falta de ter meus cabelinhos de volta", explicou na legenda. 

Larissa Manoela
Larissa Manoela. Reprodução / Instagram

E os valores?

De acordo com Marcella Costa, o valor do procedimento varia com a área a ser tratada, mas em geral tem um custo entre 15 e 40 mil reais, garantindo a melhora estética considerável, com aparência mais natural possível. 

Podendo ser realizado tanto por homens quanto em mulheres, é necessário entender o que, de fato, causou a área de calvície. “O procedimento é feito sob sedação e anestesia local e o paciente não precisa ser internado, sendo liberado para casa após a finalização do procedimento. Existem situações que contraindicam o transplante, como algumas doenças no couro cabeludo, pessoas que não tem áreas doadoras com fios saudáveis e outros problemas de saúde descompensados. Nem toda queda é tratada com transplante. É importante sempre se consultar com um dermatologista especialista para receber o diagnóstico correto”, explica. 

Consultoria: Dra. Marcella Costa - Dermatologista com residência pelo Hospital Sírio Libânes. 

Leia também