Humorista Paulo Gustavo morre aos 42 anos

Ator estava internado desde o dia 13 de março com quadro de Covid-19

Paulo Gustavo ficará eternizado nos corações brasileiros
Paulo Gustavo ficará eternizado nos corações brasileiros - Instagram: @paulogustavo31

por Caroline Ferreira
Publicado em 12/04/2021 às 11:37
Atualizado às 22:40

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Paulo Gustavo é mais uma das vítimas fatais do Covid-19. Internado em um hospital da zona sul do Rio de Janeiro desde o dia 13 de março, o ator travou uma longa batalha contra o vírus e veio a óbito nesta terça-feira (4), às 21h12.

Confira a nota oficial da equipe médica, emitida na noite desta terça:

"Às 21h12 desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento. A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos", disse o comunicado oficial.

Paulo Gustavo
Ator estava internado desde o dia 13 de março com quadro de Covid-19. Crédito: Instagram: @paulogustavo31

A batalha contra o Covid-19

Assim que testou positivo para a doença, o ator foi encaminhado para o hospital por orientação médica.  Em 13 de março, foi internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Em 21 de março, ele passou a respirar com ajuda de ventilação mecânica, ou seja, intubado. E, segundo o comunicado enviado à imprensa, chegou a apresentar sinais de melhora, mas o quadro clínico teve um agravamento. 

Desde então, os médicos que o acompanhavam entenderam a necessidade da terapia do coadjuvante com o ECMO (oxigenação por membrana extracorpóprea), um equipamento que age como um pulmão artificial e oxigena o sangue fora do corpo, usado normalmente apenas em pacientes muito graves.

Em 11 de abril, o novo boletim médico informou que as fístulas bronco-pleurais identificadas e tratadas somaram-se a complicações hemorrágicas, mas que não respondeu, de forma satisfatória, à reposição dos fatores da coagulação deficitários.

Na segunda-feira, 26 de abril, a equipe detectou uma nova pneumonia bacteriana que já estava sendo eficientemente tratada, o que aumentava as esperanças na boa recuperação do paciente. 

Nesta segunda-feira, 3 de maio, a assessoria notificou que ele apresentou uma piora significativa, detectada a partir de uma fístula broncovenosa - abertura entre os pulmões e veias e, em consequência à isso, bolhas de ar entraram na corrente sanguínea do ator, causando uma embolia, insuficiência cardíaca e lesões cerebrais. 

De Niterói para o mundo... 

Paulo Gustavo, sem dúvidas, foi um dos humoristas mais queridos do Brasil. Interpretando personagens inesquecíveis como Dona Hermínia e Valdomiro, ele conquistou espaço nos corações brasileiros e hoje deixa um legado de fãs. 

Paulo Gustavo
Dona Hermínia é um dos personagens mais famosos do ator. Crédito: Divulgação

O ator começou a se destacar nos palcos em 2004, ao integrar o elenco da peça "O Surto". E, para quem não sabe, foi aí que 'Dona Hermínia' nasceu. Dois anos mais tarde, Paulo criava um monólogo para a personagem inspirada em sua própria mãe. A partir dessas apresentações, ele caiu nas graças do público e levou-a para outros espaços.

Em 2010, lançou a peça de stand-up comedy 'Hiperativo', aclamada pela crítica. Ali, já se fazia evidente a veia cômica. Já em 2011, ele surge com o "220 Volts', seu primeiro programa solo no Multishow, onde interpretava diferentes personagens em esquetes, contracenando com Marcus Majella. 

2013 talvez tenha sido um dos anos mais importantes para a carreira de Paulo, afinal, ele interpretaria sua personagem mais conhecida: Dona Hermínia, na versão cinematográfica de “Minha Mãe É Uma Peça”, além da primeira temporada de “Vai que Cola”.

O “220 Volts” viajava pelos principais teatros do Brasil em 2014, atraindo milhares de fãs, e no Multishow, era lançado o reality “Paulo Gustavo na Estrada”, acompanhando o ator pelos bastidores. Além disso, o ator participava do filme “Os Homens São de Marte E É Pra Lá Que Eu Vou”.

Nos anos seguintes, o ator seguiu conquistando o público com o lançamento de “Vai Que Cola O Filme”, em 2015, e as sequências de “Minha Mãe é Uma Peça 2 e 3”, o último alcançando recordes de bilheteria nacional.

Família

Em dezembro de 2015 Paulo oficializou a união com o dermatologista Thales Bretas. Alguns anos depois, divulgou que seria pai ao lado do marido por meio de um procedimento de barriga de aluguel, nos Estados Unidos. Os filhos gêmeos, Romeu e Gael, nasceram em agosto de 2019.

Paulo e Thales
Os filhos gêmeos, Romeu e Gael, nasceram em agosto de 2019. Crédito/Instagram

"Geneticamente, Romeu é do Thales e Gael é meu. Foram duas barrigas (...) A gente 'fez' alguns embriões: cinco embriões com o meu sêmen e cinco com o do Thales. A gente inseminou um em cada barriga. O que tem a covinha é Gael, o meu. Ele tem um fogo como eu tenho. E Romeu é igual ao Thales: romântico, chora, fica querendo abraçar o irmão... E Gael sai correndo", contou o ator em um bate-papo com Sabrina Sato no YouTube.

Leia também