Ex-Mulher Pera toma mais de 700 injeções na gravidez

Com diagnóstico de trombofilia, Suélem Cury necessita de rotina cuidadosa e monitoramento médico

Aos 35 anos, após sofrer um aborto espontâneo, Suélem e o marido, Jamil Cury, recorreram à fertilização vitro.
Aos 35 anos, após sofrer um aborto espontâneo, Suélem e o marido, Jamil Cury, recorreram à fertilização vitro. - Crédito: Instagram/@mulherperaoficial

por Caroline Ferreira
Publicado em 19/04/2022 às 09:30
Atualizado às 09:30

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Na reta final da gestação, Suélem Cury, ex-Mulher Pera, precisou se internar no Hospital Pró-Matre, em São Paulo, para ser monitorada antes do parto.

Diagnosticada com uma gravidez de risco, a empresária descobriu que é portadora de trombofilia. Com isso, tomou cerca de 700 injeções de anticoagulante durante os noves meses de gestação. 

"Graças a Deus existe anticoagulante para salvar meu filho(a)! Pra quem não sabe, tenho uma doença chamada Trombofilia, que é uma predisposição para a formação de coágulos no sangue. Se não tratado, pode dar um AVC, uma embolia pulmonar e passar por abortos repetitivos. No ano passado, eu não sabia que tinha essa doença e acabei perdendo uma filha, mas Deus é tão bom que me ajudou a engravidar novamente e agora com esse tratamento (FIV), estou a poucos dias de ter meu milagre em meus braços!", escreveu ela no Instagram.

Aos 35 anos, após sofrer um aborto espontâneo, Suélem e o marido, Jamil Cury, recorreram à fertilização vitroin e até momento não sabem se serão papais de um menino ou uma menina.

"Fertilização in vitro e mais o tratamento de trombofilia… Eu agradeço muito a Deus e aos médicos que estão cuidando de mim. Agradeço ao meu marido que sempre esteve ao meu lado me apoiando em TUDO o que faço, aos parentes e a alguns amigos que me deram força para continuar nessa luta", diz Suélem. 

Leia também