Veja as cinco produções brasileiras indicadas ao Emmy Internacional 2021

Globo foi indicada em quatro categorias; já a Netflix com "Melhor Programação Artística"

A novela "Amor de Mãe" e o documentário "AmarElo" estão na lista.
A novela "Amor de Mãe" e o documentário "AmarElo" estão na lista. - Globo/João Cotta/Divulgação/Netflix

por Caroline Ferreira
Publicado em 25/09/2021 às 16:45
Atualizado às 16:45

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Prevista para o dia 22 de novembro, em Nova York, a cerimônia do Emmy 2021 irá premiar diversos programas televisivos ao redor do mundo, sendo eles produzidos e exibidos fora dos Estados Unidos. 

E para alegria dos brasileiros, o país está sendo representado por cinco produções. Na categoria "Melhor Novela", a Globo emplacou "Amor de Mãe", protagonizada por Regina Casé e Adriana Esteves, escrita por Manuela Dias. 

Amor de mãe
Crédito: Globo/João Cotta

Outras três obras do grupo também foram indicadas. "Cercados", na categoria de "Melhor Documentário"; "Diário de um Confinado", em "Melhor Programa Curto" e, por fim, "Todas as Mulheres do Mundo", em "Melhor Minissérie". Lembrando que todas podem ser assistidas no Globoplay!

Todas as mulheres do mundo
Crédito: Globo/Victor Pollak

Quem também não ficou de fora foi a Netflix que levou o documentário "AmarElo: É Tudo Para Ontem", do rapper Emicida, na categoria de "Melhor Programação Artística". Agora é cruzar os dedos e torcer - muito! 

Nesta edição, são 44 indicados de 24 países diferentes. Um super recorde no quesito diversidade. Confira a lista completa:

Melhor programação artística

Emicida: AmarElo – É tudo pra ontem (Brasil)
Kubrick By Kubrick (França)
Nakamura-ya family 2020 Mattemashita! Kankuro Shichinosuke Shiren to Kassai no Makuake SP (Japão)
Romeo and Juliet: Beyond Words (Reino Unido)

Melhor ator

Roy Nik, por Normali (Israel)
Namazuddin Siddique, por Serious Men (Índia)
Christian Tapan, por El Robo Del Siglo (Colômbia)
David Tennant, por Des (Reino Unido)

Melhor atriz

Valeria Betucelli, por El Cuaderno de Tomy (Argentina)
Ane Garabain, por Patria (Espanha)
Menna Shalaby, por Every Week Has a Friday (Egito)
Haley Squires, por Adult Material (Reino Unido)

Melhor comédia

Call my agent (França)
Motherland: Christmas special (Reino Unido)
Promesas de campaña (Colômbia)
Vir das: For India (Índia)

Melhor documentário

Cercados (Brasil)
Hope frozen: A quest to live twice (Tailândia)
They call me Babu (Holanda)
Toxic beauty (Canadá)

Melhor drama

Aarya (Índia)
El presidente (Chile)
Tehran (Israel)
There she goes (Reino Unido)

Melhor programa em língua não inglesa

21st Annual Latin Grammy Awards
A Tiny Audience
Covid-19 – Adaptarmos o Morir
Premio Lo Nuestro 2020

Melhor reality show ou programa sem roteiro

Da’s Liefde! (Bélgica)
I-Land (Coreia do Sul)
¿Quién Es La Máscara? (México)
The Masked Singer (Reino Unido)

Melhor programa curto

Beirut 6:07 (Líbano)
Diário de um confinado (Brasil)
Gente hablando (Espanha)
INSiDE (Nova Zelândia)

Melhor novela

Amor de mãe (Brasil)
Quer o destino (Portugal)
The song of Glory (China)
Wo De Nv Xia Luo Ming Yi (Singapura)

Melhor minissérie ou telefilme

Atlantic Crossing (Noruega)
Des (Reino Unido)
It’s okay to not be okay (Coreia do Sul)
Todas as mulheres do mundo (Brasil)

Leia também