Jada Pikett e mais piadas polêmicas de Chris Rock

A cerimônia do Oscar ficou marcada pelo tapa que o Chris Rock recebeu de Will Smith

O histórico de piadas de Chris Rock com Jada Pinkett Smith já é antigo.
O histórico de piadas de Chris Rock com Jada Pinkett Smith já é antigo. - Crédito: Instagram/@enews

por Redação/FC
Publicado em 29/03/2022 às 16:15
Atualizado às 16:15

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

No último domingo, 27, aconteceu a cerimônia do Oscar, e o evento ficou marcado pela piada que Chris Rock fez com a atriz Jada Pinkett Smith, esposa de Will Smith. O astro não gostou do comentário deselegante do comediante, e reagiu dando um tapa no rosto dele.

Jada sofre de alopecia e está com os cabelos raspados desde dezembro do ano passado após sofrer anos com a perda dos fios. Durante a cerimônia, Chris disse que a atriz estava careca para estrelar "G.I. Jane 2", fazendo referência a uma possível sequência do filme "Até o Limite da Honra", que em inglês tem o título "G.I. Jane". Demi Moore está careca para viver a protagonista.

Não é a primeira vez que o comediante se vê envolvido em uma polêmica. O artista já fez várias piadas com assuntos que considerava engraçado e dividiu opiniões. Confira!

Piadas com crianças asiáticas

Ao apresentar o Oscar em 2016, Chris Rock foi criticado após levar três crianças asiáticas ao palco e as apresentá-las como sendo contadores da empresa que computa os resultados da premiação. "Quem não gostou pode reclamar no Twitter usando o smartphone que eles [as crianças] montaram", disse ele. O comentário do comediante não agradou e membros asiáticos na academia afirmaram que a "brincadeira" era uma "piadas de mau gosto".

Zombando com o uso de drogas de Whitney Houston

Chris Rock publicou em seu perfil no Instagram em abril de 2019 uma foto em que a cantora Whitney Houston aparece de óculos escuros e com um semblante de tédio. Na imagem está escrito: "Eu em uma reunião que poderia ser um e-mail". Na legenda, o comediante escreveu: "Vamos logo, tenho crack para fumar." A postagem enfureceu os fãs da artista.

Whitney Houston faleceu em fevereiro de 2012, aos 48 anos. Ela foi encontrada sem vida em um quarto de hotel. Na época foi apontado que a causa da morte foi uma combinação de doença cardíaca com uso de cocaína.

'Cultura do cancelamento'

Em 2019, Chris Rock apresentou o New York Film Critics Circle Awrds e afirmou que o "medo da cultura de cancelamento" faz com que os comediantes produzam conteúdos "chato e sem graça". Segundo o tabloide britânico Daily Mail, na ocasião ele recebeu críticas de alguns fãs, que afirmaram que ele era a favor de uma "cultura de comédia tóxica".

O humorista voltou a falar sobre o assunto em 2021, durante uma entrevista à rádio Breakfast Club: "Se fosse há cinco anos, eu poderia dizer algo realmente ofensivo e engraçado, mas agora não posso fazer isso", afirmou. Ele ainda disse que os programas de TV, filmes e premiações estão "sem graça, porque todo mundo tem medo de dizer alguma coisa".

'Quem é mais racista?'

Chris Rock é criador e narrador da série "Todo Mundo Odeia o Chris", e possuiu uma longa carreira como comediante. Em 1996, o artista foi alvo de críticas ao questionar "quem é mais racista, brancos ou negros?". Ele afirmou que eram os negros e explicou o motivo: "Você sabe por quê? Porque nós também odiamos pessoas negras. Tudo o que os brancos falam que não gostam nos negros, negros realmente não gostam dos negros", justificou.

Tiroteio em massa

No Instagram, Rock publicou um meme sobre um tiroteio em massa, que não agradou muita gente. A postagem tinha a imagem da atriz e comediante Betty White, que morreu em dezembro de 2021, e insinua que atiradores são pessoas brancas.

"A primeira coisa que as pessoas dizem quando um tiroteio é anunciado", diz o texto acima da imagem da atriz, que o nome pode ser lido como "Bet He White", "Aposto que é branco" (traduzindo livremente para o português).

Piada com Jada Smith

Em 2016, durante a cerimônia do Oscar, Chris fez uma piada envolvendo Jada Smith. Na ocasião acontecia o movimento #OscarsSoWhite (Oscars tão brancos, em tradução livre), e ele fez algumas ironias sobre as manifestações. "Bom, estou no Oscar da Academia, também conhecido como os prêmios dos brancos", disse ele, citando a ausência de indicados negros nas principais categorias.

O comediante ainda destacou que Hollywood sempre foi assim e que antigamente ninguém fazia protesto sobre isso. "É a 88ª edição do Oscar, o que significa que essa coisa toda de 'sem indicados negros' aconteceu pelo menos outras 71 vezes, ok? Vocês precisam se dar conta de que isso aconteceu nos anos 1950, 1960", afirmou. "Sabe, quando sua avó está pendurada em uma árvore, é muito difícil se preocupar com o melhor curta de documentário estrangeiro", provocou.

Rock ainda fez uma piada com a mulher de Will Smith durante o tradicional monólogo da premiação. "Jada boicotar o Oscar é como eu boicotar a calcinha da Rihanna. Eu não fui convidado", disparou ele. Na ocasião, o casal não participou da cerimônia em protesto pela Academia não ter indicado artistas negros por dois anos consecutivos.

Leia também