Veja a repercussão da morte de Arnaldo Jabor

O cineasta, cronista e jornalista morreu na madrugada desta terça-feira, 15, em decorrência das complicações de um AVC

Ao longo da vida, Arnaldo Jabor publicou 8 livros de crônicas.
Ao longo da vida, Arnaldo Jabor publicou 8 livros de crônicas. - Crédito: Instagram/@febraccosoficial

por Caroline Ferreira
Publicado em 15/02/2022 às 11:30
Atualizado às 11:30

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Aos 81 anos, Arnaldo Jabor, cineasta, cronista e jornalista morreu na madrugada desta terça-feira, 15, em São Paulo. Segundo as informações do G1, ele estava internado desde de dezembro de 2021 no Hospital Sírio-Libanês.

Ainda de acordo com a família, o falecimento se deu em decorrência das complicações do recente ataque vascular cerebral (AVC). 

Carreira

Jabor trilhou uma extensa carreira dedicada ao cinema, à literatura e ao jornalismo. Nas telonas, dirigiu sete longas, dois curtas e outros dois documentários. Além disso, participou da 2ª fase do movimento "Cinema Novo", especialmente por tratar questões políticas e sociais do país.

Com formação no curso de cinema do Itamaraty-Unesco, em 164, ele já mostrava muita paixão pela sétima arte, antes de se tornar uma referência premiada. Em 1967, produziu o documentário "Opinião Pública", sendo o seu primeiro longa metragem, abordando um mosaico sobre a visão do brasileiro diante da realidade.

Repercussão

No Twitter e Instagram, fãs, políticos e diversos famosos lamentaram a morte de Arnaldo. Confira algumas mensagens que ganharam destaque por lá: 

"Arnaldo Jabor partiu. Meus sentimentos à família, amigos", escreveu a atriz e humorista Dadá Coelho. O músico João Barone, baterista do Paralamas do Sucesso, também comentou. "Arnaldo Jabor, sempre genial e incisivo, vai fazer muita falta", declarou.

Leia também