Anne Lottermann e mais jornalistas que saíram da Globo

Ari Peixoto, Renato Machado e diversos profissionais experientes se despediram da emissora em 2021

O nome de Anne Lottermann se tornou um dos assuntos mais comentados na web nos últimos dias.
O nome de Anne Lottermann se tornou um dos assuntos mais comentados na web nos últimos dias. - Crédito: Instagram/@annelottermann/Reprodução/Memória Globo

por Caroline Ferreira
Publicado em 11/12/2021 às 16:30
Atualizado às 16:30

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

O nome de Anne Lottermann vem ganhando destaque nas redes sociais nos últimos dias. Acontece que a jornalista da TV Globo oficializou a sua saída da emissora carioca nesta quinta-feira (9).

Agora, ela segue para a Band, onde irá acompanhar Fausto Silva. Por lá, Anne será responsável por apresentar as ações de merchandising e conta com mais possibilidades de faturamento, de acordo com as informações do IG. 

Além da jornalista, conhecida por comandar a previsão do tempo, outros profissionais também se despediram da Globo e nós preparamos uma lista com nomes experientes para você recordar. Confira!

Após mais de 40 anos, em novembro, a emissora confirmou a demissão de Francisco José e Renato Machado, dois jornalistas que fizeram sucesso na casa. De acordo com o Splah, sobre Francisco, o Diretor de Jornalismo da Globo reforçou trabalho do profissional no comunicado oficial, e afirmou que nada representa mais Chico José do que a sua identificação com o Nordeste.

"É um apaixonado. Durante 10 anos, fez coberturas da seca e da miséria que assolavam o sertão nordestino. Em 2008, percorreu seis capitais para mostrar, ao vivo, o São João no Jornal Nacional. Por 15 anos, ao lado de Beatriz Castro, apresentou e fez reportagens no programa local de meio ambiente Nordeste Viver e Preservar", disse. 

Já sobre Renato, que estava há cinco anos no Globo Repórter, Ali Kamel relembrou sua indicação ao Emmy. "E não me surpreende que, logo o primeiro programa dele tenha sido indicado ao Emmy, na categoria "Atualidade". Emprestou certamente ao programa sua experiência com o jornalismo internacional, que começou já na sua estreia na BBC em 1967. Mas também o traqueio no manejo de temas nacionais, culturais e de comportamento. A câmera gosta dele e o público mais ainda", pontuou.

Renato Machado
Crédito: Reprodução/Memória Globo

José Hamilton Ribeiro também foi desligado. Seu primeiro trabalho na emissora foi freelance para uma reportagem exibida pelo "Globo Rural" durante a comemoração do seu primeiro ano de existência, em 1981. No ano seguinte, ele passou a fazer parte da equipe fixa. 

Eduardo Faustini, conhecido como o "repórter secreto" foi dispensado na mesma data que Hamilton, no dia 25 de novembro. O jornalista estava na casa desde 1996 e nunca havia exibido o rosto para preservar sua integridade física. 

Isabela Assumpção, repórter especial de 72 anos, se despediu das telinhas em novembro, após 41 anos de casa. Ao longo da carreira, cobriu o Massacre do Carandiru e ganhou o prêmio Vladimir Herzog. 

Isabela Assumpção
Crédito: Divulgação

Em outubro, foi a vez de Alberto Gaspar. Em um texto, compartilhado na coluna de Flavio Ricco, do R7, ele agradeceu aos colegas de trabalho. O profissional entrou no grupo em 1980, foi correspondente internacional e cobriu diversos casos importantes.

Outro nome conhecidíssimo foi Ari Peixoto, desligado junto com Alberto. Segundo o jornal O Dia, ele escreveu uma despedida e disse ter saído "agradecido" por toda a carreira construída. O repórter estava na Globo desde 1987. 

Leia também