Luciano Szafir desfila com bolsa de estomia no SPFW: "salvou minha vida"

O ator marcou presença no desfile de Walério Araújo na noite desta quinta (18)

Devido às complicações da Covid-19, Luciano Szafir passou a usar a bolsa há quatro meses.
Devido às complicações da Covid-19, Luciano Szafir passou a usar a bolsa há quatro meses. - Crédito: Divulgação/Cauê Moreno

por Redação/FC
Publicado em 19/11/2021 às 09:40
Atualizado às 09:40

Facebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Mais um dia de São Paulo Fashion Week entrou para a história da moda. Na noite desta quinta (18), Luciano Szafir surpreendeu o público no desfile do estilista Walério Araújo, acompanhado da sua bolsa de estomia, popularmente conhecida como bolsa de colostomia. 

Para quem não sabe, há quatro meses o ator faz uso do item, após complicações da Covid-19. O propósito foi chamar atenção para causa e, pensando nisso, o estilista trouxe uma roupa personalizada para que o "acessório" ficasse visível, como forma de combate ao preconceito, afinal, não há motivo para tristeza, aversão, vergonha ou reclusão, né? Muito pelo contrário. 

“Quero que as pessoas possam ver que isso pode acontecer com qualquer um. Essa cirurgia salvou a minha vida e eu não tenho motivo para ter vergonha de usar uma bolsa de estomia”, conta Szafir. 

“Depois de tantos anos, este desfile tinha tudo para ser muito especial para mim. Além da minha volta às passarelas, vi que era a oportunidade perfeita para defender uma causa nobre e muito importante para a nossa sociedade. Quero quebrar o preconceito, normalizar e fazer entender que um estomizado não precisa sofrer privações. Vida normal. E, tomara, que esta ação mude a visão que muitos ainda têm sobre quem usa uma bolsa de estomia", complementa. 

O mais aguardado da noite

O desfile de Walério Araújo na SPFW foi um dos mais esperados pelos fashionistas de plantão. A inspiração da vez foi a festa "Noite Ilustrada", criada nos anos 90 pela jornalista e consultora de moda Erika Palomino, que previava os melhores do ano entre DJs, hostess, drags e empresários, por exemplo.

"Quis fugir do óbvio das plumas e paetês e procurei valorizar a alfaiataria, dando o meu toque de classe, com muitas camisas e blazers.”

O estilista aplicou em sua coleção a técnica do upcycling, que consiste no reaproveitamento de materiais, transformando e dando um novo sentido para peças que seriam descartadas em aterros sanitários.

“Das sobras, criamos algo novo. Esta tendência vem desde a década de 90, mas só agora estamos mais atentos e conscientes na busca de alternativas sustentáveis para o consumo do futuro. Sem falar que isso estimula a criatividade e resulta em roupas exclusivas”, reforça Walério Araújo que comemora os 30 anos de carreira.  

Leia também