Em audiência, Britney Spears desabafa sobre ser contra tutela do pai

Em depoimento, a cantora detalhou diversos episódios chocantes vividos dos últimos anos

Audiência aconteceu nesta quarta-feira (23), no tribunal de Los Angeles.
Audiência aconteceu nesta quarta-feira (23), no tribunal de Los Angeles. - Shutterstock

por Caroline Ferreira
Publicado em 24/06/2021 às 09:28
Atualizado às 09:28

COMPARTILHEFacebook Famosos e CelebridadesPinterest Famosos e Celebridades

Em audiência no tribunal de Los Angeles na tarde desta quarta-feira (23), Britney Spears finalmente teve a oportunidade de falar sobre o fim de sua tutela, controlada por Jamie Spears, seu pai, desde 2008. No depoimento remoto, a cantora, acompanhada pelo namorado Sam Asghari, deu detalhes sobre a vida nos últimos anos. A estrela também afirmou não estar feliz e o desejo de que pai não fique mais no controle de sua vida.

Britney
Audiência aconteceu nesta quarta-feira (23), em Los Angeles. Shutterstock 

Segundo as informações do site Entertainment Tonight, a estrela teria dito: "eu não estou aqui para ser escrava de ninguém (...) Estou com tanta raiva que não consigo dormir e estou deprimida. (...) Quero ser ouvida. Quero mudanças e quero mudanças no futuro. Mereço mudanças", iniciou. 

"Eu só quero minha vida de volta, já se passaram 13 anos e é o suficiente. É o suficiente e não faz sentido algum... Estou farta. Eu quero processar minha família para ser totalmente honesta com você", teria continuado.

Em outros trechos compartilhados pelo The Hollywood Reporter, ela conta que "muita coisa aconteceu em dois anos, desde a última vez que estive na Corte. Eu não sinto que fui ouvida em nenhum nível na ocasião anterior", disse pouco antes de relevar que se sentiu forçada a realizar uma turnê no ano de 2018, alterando a medicação, entre outras situações que a colocavam numa posição de escrava. "Não só minha família não fazia nada, meu pai concordava com tudo (...) Eu menti e disse a todo mundo que estava bem e feliz. Talvez se repetisse o suficiente, me sentiria feliz. Mas estou em choque, estou traumatizada".

Britney também contou sobre ter medo e não sentir confiança nas pessoas com as quais lidou, diante da sugestão de receber ajuda de novo especialista psiquiátrico. "Não está certo me forçar a fazer qualquer coisa que eu não queira. Eu realmente acredito que esta tutela é abusiva. Eu não sinto que posso viver uma vida completa", disparou.

Britney
Essa é a primeira vez em que a estrela do pop tem a oportunidade de falar sobre a situação. Shutterstock

Entre as revelações, ela abriu o coração ao falar sobre o desejo de se casar e ter filho, mas que fazia uso de DIU e não conseguia permissão para ir ao médico retirá-lo. Outros pedidos pediam que o namorado a conduzisse pela cidade, o volume de terapia semanal diminuísse, além de que os atendimentos fossem feitos em sua residência para que ela não precisasse lidar com paparazzi. 

Apesar da audiência não permitir acesso à imprensa ou registro em vídeo, o áudio foi transmitido ao vido no site da Corte local. Ao iniciar seu pronunciamento, a estrela pop comentou sua hospitalização em 2019. "Fui liberada sob medicação à base de lítio. Eles me tiraram dos medicamentos que tomava há cinco anos e passaram e me administrar lítio, uma droga forte, era como se estivesse bêbada", contam as transições de fãs presentes no local. 

Britney também fez acusações sobre sua situação e chegou a dizer que foi vítima de tráfico sexual. "Eu me sinto atacada, deixada de lado e sozinha'. 

Britney
Depoimento chocou fãs e se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Shutterstock

Após a fala da diva, um representante legal de sua mãe, Lynne, se manifestou e na sequência, a audiência entrou em recesso, antes do pronunciamento da defesa de Jamie Spears que, em nota em nome do pai da artista disse: "O Sr. Spears lamenta ver sua filha sofrendo e com tanta dor. O Sr. Spears ama sua filha e sente muita a falta dela", declarou.

No desfecho, a juíza Brenda Penny afirmou que as partes envolvidas deveriam levar as declarações da cantora a sério e para que a tutela fosse encerrada ou tivesse uma mudança, lembrou que Britney deverá apresentar formalmente o pedido ao tribunal. No entanto, o advogado da cantora explicou que, agora que ela foi capaz de dividir o seu lado da história, concorda que as movimentações sigam em sigilo.

Relembre o caso 

Desde 2008, a cantora vive sob a tutela controlada por Jamie Spears, seu pai. Em setembro de 2020, depois ele deixou o cargo, alegando 'razões de saúde', um juiz nomeou Jodi Montgomery como tutora temporário da artista.

Nos Estados Unidos, a tutela é decretada pelo tribunal em casos de pessoas incapazes de tomar decisões próprias. Na situação de Britney, em 2007 ela viveu um período conturbado, com o descontrole de susbstâncias ilegais e bebidas alcóolicas, resultando em problemas judiciais, especialmente em relação à guarda dos filhos.

Britney
Caption

Em maio de 2021, a tutela foi estendida até agosto. No entanto, a cantora "expressou que não quer trabalhar novamente porque não quer continuar a se manter essencialmente sob a tutela", de acordo com os documentos obtidos pela revista Us Weekly.

#FreeBritney

FreeBritney
Fãs da cantora se manifestam nas ruas e redes sociais. Shutterstock

O movimento #FreeBritney surgiu com a preocupação de fãs em relação ao bem-estar da cantora. O ponto principal é a tutela legal que, de acordo com eles, a deixou "presa" desde 2008. No site oficial, eles explicam que o objetivo é "acabar com a tutela e aumentar a conscientização sobre o abuso da tutela".

Nesta quarta-feira (23), o assunto atingiu o topo dos assuntos mais comentados do Twitter Brasil. Os advogados da diva anexaram um artigo explicando que Britney busca uma forma de retomar a autonomia da sua vida. "Britney recebe bem e aprecia o apoio embasado dos muitos fãs dela", afirmaram.