Connect with us

O que você está procurando?

Streaming

Vini Jr: tudo o que já sabemos sobre o documentário do jogador na Netflix

Plataforma de streaming revelou que uma série sobre a vida do jogador já está com estreia marcada

Vini Jr: tudo o que já sabemos sobre o documentário do jogador na Netflix
Vini Jr: tudo o que já sabemos sobre o documentário do jogador na Netflix - Foto: Shutterstock

A Netflix anunciou nesta terça-feira (13) uma produção inédita sobre a vida do jogador de futebol Vini Jr. De acordo com eles, o projeto está em desenvolvimento desde setembro de 2022 e tem estreia prevista para 2025.   

Os fãs poderão conhecer mais de perto a vida do atleta de 22 anos, revelado pelo Flamengo e atualmente um dos principais jogadores do Real Madrid. Se, para muitos, marcar o gol do título da final de uma Champions League pelo Real Madrid seria o ponto alto na carreira de qualquer jogador de futebol profissional, para Vini Jr. isso é apenas o começo. Além de promessa do clube espanhol mais vitorioso do planeta, o atleta é também o herói da Copa do Mundo para a seleção brasileira, a maior seleção da história do futebol. E, mais recentemente, se tornou um porta-voz poderoso contra o racismo — dentro e fora de campo. 

“Poder contar minha história e inspirar garotas e garotos de todo o mundo a seguir uma trajetória de sucesso no esporte é o que mais me inspira neste projeto”, comenta Vini Jr. sobre o documentário. “O futebol tem um papel transformador para jovens, especialmente no Brasil, e este filme pode levar esse poder de transformação para o mundo inteiro“, completou o jogador.

Por fim, vale destacar que o documentário é uma parceria com a Conspiração e tem roteiro de Emílio Domingos e direção de Andrucha Waddington. 

Advertisement

Você também vai gostar

BBB

Em 2023, médica levou para casa o maior prêmio da história do reality

Famosos de A a Z

Gisele Bündchen revelou que o seu truque está relacionado as fases da lua

BBB

BBB 24 vai coroar o grande vencedor na próxima terça-feira (16)

Notícias

Emicida foi citado durante uma discussão entre um ministro e o presidente da Câmara