Connect with us

O que você está procurando?

Cinema

Processo: 5 atores de Hollywood que já entraram na justiça contra estúdios

Apesar do glamour, o mundo do entretenimento envolve muito dinheiro, o que pode causar desentendimentos

Um dos casos que mais chamou a atenção foi o processo de Scarlett Johansson contra a Disney, em 2020
Um dos casos que mais chamou a atenção foi o processo de Scarlett Johansson contra a Disney, em 2020. - Crédito: Shutterstock

Embora Hollywood seja encantadora em vários aspectos, é uma bolha com muito dinheiro e investimentos em jogo. Quando contratos são quebrados, é uma questão de milhões correndo risco. No decorrer dos anos, várias celebridades entraram a batalhas judiciais contra estúdios e organizações, o que envolveu um montante expressivo de dinheiro.

Se as celebridades alegam que foram enganadas pelo lucro final, foram demitidas injustamente ou a produção foi interrompida antes mesmo do início das filmagens, elas geralmente estão dispostas a arrastar a disputa para o tribunal.

Na maioria dos casos, as batalhas contratuais terminam em favor de quem tem mais fama, embora muitos resolvam fora do tribunal deixando os detalhes financeiros privados. Confira cinco celebridades que já processaram os grandes estúdios de Hollywood:

Sylvester Stallone x DEM Productions e FM Entertainment

O ator teve uma pequena participação em “The Good Life”, filme de 1997 estrelado pelo seu irmão, Frank. Porém, Stallone acusou os cineastas de promover o filme como se ele tivesse um papel de protagonista, então os processou por quebra de contrato. 

No fim das contas, os produtores revidaram com um processo próprio, pedindo US$ 50 milhões, alegando que os irmãos Stallone desistiram de seus contratos e “tentaram assumir o filme”. Após uma longa batalha legal de dois anos, ambos os lados se estabeleceram em 1999.

Robin Williams X Frank and Beans Productions

Williams afirmou que a produtora Frank and Beans Productions lhe devia dinheiro em um acordo “pay-or-play” para o filme “A Couple of Dicks” em 2008. Esse é um tipo de acordo que os astros fazem como garantia de que serão pagos mesmo que não o filme não seja concluído ou que nunca seja lançado. O ator pediu US$ 6 milhões em indenizações, mas não foi divulgado quem ganhou o processo.

Em 2010, o filme finalmente saiu do papel, mas foi estrelado por Bruce Willis e Tracy Morgan, recebendo o nome “Tiras em Apuros”.

Scarlett Johansson X Disney

Um caso que chamou muita atenção recentemente foi o processo de Scarlett Johansson contra a Disney. A repercussão do caso foi alta, já que envolvia uma das franquias mais famosas do mundo: a Marvel.

Em 2020, a atriz estrelou como “Viúva Negra” no filme da heróina. O longa-metragem, produzido pela Disney, foi lançado em julho de 2021, e Johansson rapidamente iniciou um processo contra o estúdio. Ela alega que eles violaram seu contrato lançando o filme no Disney+ ao mesmo tempo do seu lançamento nos cinemas. A decisão do estúdio custou milhões a ela, que depende do sucesso da bilheteria do filme para compensação financeira.

A Disney alega que foi uma decisão justificável devido à pandemia e que eles não violaram o contrato. O advogado de Johansson discorda e diz que os executivos da Disney estão claramente violando os contratos com seus artistas, a fim de aumentar sua receita através de assinaturas do Disney Plus.

Gerard Butler X Olympus Has Fallen

Logo após a notícia do processo de Scarlett Johansson, Gerard Butler decidiu entrar na ação e trazer um caso próprio contra os produtores de Olympus Has Fallen.

O ator está alegando que o estúdio deve pelo menos US $ 10 milhões em compensação de backend, acrescentando que acredita que eles subestimaram as receitas de bilheteria doméstica e estrangeira do filme.

Richard Gere X Random Acts Entertainment

O protagonista de “Pretty Woman”, Richard Gere, processou uma produtora por extorsão em 2018. Ele assinou um contrato com a ‘Random Acts Entertainment’ para uma compra conjunta sobre os direitos de um livro, que seria adaptado para o cinema. Um roteirista da produtora escreveria o roteiro e Gere estrelaria ao mesmo tempo que dirigiria.

Um dos problemas foi que Gere pagou pelos direitos do livro e nunca foi reembolsado. Além disso, o roteiro produzido era muito fraco, então o ator quis vetá-lo. Eles chegaram a um impasse criativo e a produtora ameaçou processar Gere, que na época detinha todos os direitos de adaptação do livro. Ele alega que tentaram extorqui-lo a pagar 500 mil dólares para saírem do projeto e os processou de volta por extorsão. 

Advertisement

Você também vai gostar

Famosos de A a Z

Gracyanne Barbosa confessou ter traído Belo após 16 anos juntos; saiba com quem foi a traição

Famosos de A a Z

Fernanda Paes Leme afirmou que Bruno Gagliasso se afastou dela

Música

Festival de música eletrônica acontece em outubro, no interior do estado de São Paulo

Famosos de A a Z

Simone e Simaria colocaram fim na dupla sertaneja em 2022